Testo Gilda

Testo Gilda

Nos abismos do infinito
Uma estrela apareceu
E da terra ouviu-se um grito Gilda, Gilda

Era eu, maravilhado
Ante a sua aparição
Que aos poucos fui levado
nos véus do bailado
Pela imensidão
Aos caprichos do seu rastro
Como um pobre astro

Morto de paixã Golda,
Gilda Gilda e eu
Gilda, Gilda Gilda e eu
E depois, nós dois unidos
Como Eurídice e Orfeu
Fomos sendo conduzidos Gilda e eu
Pelas mágicas esferas
Que se perdem pelo céu
Em demanda de outras eras
Velhas primaveras
Que o tempo esqueceu
Pelo espaço que nos leva
Pela imensa treva
Para as mãos de Deus Gilda,Gilda
Gilda e eu
Gilda, Gilda
Gilda e eu.

Guarda il video di Gilda

Gilda videoplay video
Testi di Maria Creuza, Toquinho & Vinícius de Moraes